quinta-feira, junho 26, 2008

eu sou uma biscate.

Não liguem para o texto que eu vou postar, finjam que vocês não leram isso, ou qualquer coisa parecida, eu só queria que alguém soubesse, pelo menos o meu blog, o que eu sinto sobre "isso".

"Éramos como irmãs, éramos amigas e siamesas. Ela nasceu no dia 3 de setembro, e eu nasci no mesmo dia no ano seguinte. Nunca exigi que a nossa amizade durasse para sempre e nem me arrependo de ter dado um tempo nela. Ainda sinto como se ela fosse parte de mim, porque talvez se nós não tivessemos nos falado naquela noite fria de março, eu não seria quem eu sou hoje, não que eu deva tudo a ela, mas ela esteve comigo sempre e sempre quando eu precisei.
Na casa das duas, éramos tratadas como parte da família, nossas mães pareciam que tinham sido trocadas, a dela era a minha, a minha a dela. Uma coisa que eu sei controlar bem são as pessoas que eu gosto, e a nossa amizade era como uma dessas coisas inexplicáveis, surgiu do nada e acabou mais confusa ainda. Mas era o que eu gostava, cada sorriso, cada lágrima e cada viagem nós estávamos juntas, eu nunca me cansei dela.
Eu tenho medo que a saudade que eu estou sentindo queira ficar e não vá mais embora, sem ao menos eu poder acabar com ela. Eu não tenho certeza de nada, nem o por quê do começo, nem do final, a única certeza que eu tenho é de foi o sentimento mais verdadeiro que eu senti, se eu fiquei com raiva, se falei que odiava, se pintei o diabo, é porque eu gostava e não esperava certos tipos de atitudes. Na verdade eu esperava, não queria acreditar, mas era aquela garota que me acompanhava , que eu amava, seja ela quem fosse.
Nossas cabeças eram confusas, e só nós entendíamos uma a outra. Nós choramos juntas milhares de vezes, sem saber por quê, coerência nunca foi nosso forte. Fizemos coisas que ninguém poderia saber, e eu faria tudo de novo se pudesse. Cada grito eufórico nos nossos melhores dias. E a única coisa que eu posso dizer agora é:”See you at the Bitter End”?
Sei que posso viver sem ela, talvez seja melhor mesmo. Sei também que não vou esquecer essas memórias confusas, elas fazem parte de mim, e eu posso olhar para trás e dizer que nós fomos o duo mais incrível para quem o Brian escreveu todas suas músicas, porque quando eu as ouço, é como se você estivesse projetada no ar. Pelo menos uma vez eu tive a oportunidade de ter a melhor amiga do mundo e eu sei que eu também dei o meu melhor. Eu pude ter aquela quem me escutou, que me fez sorrir, que me ajudou e não importa o que acontecer vai estar sempre dentro mim .
Eu quero que você de algum modo saiba que eu te agradeço por todas as vezes que esteve do meu lado e por tudo que fizemos juntas, você me deixou tão feliz o quanto eu nunca pensei que pudesse. E me desculpa se eu fiz alguma coisa que encurtou o que devia durar mais.Você é uma das poucas pessoas que eu posso dizer que amo.

Eu te amo."

Voltando a programação normal, estou ótima, vou dormir todos os dias ás 4 da manhã, vivo a base de chá e fico fazendo o que eu bem entendo all day long.
Kisses babies.

Um comentário: